About the project

A partir da imersão no ambiente de uma floresta, a instalação “O Essencial é Invisível aos Olhos” convida o público ao autoconhecimento e à reflexão. “As florestas são espaços energéticos fortes e poderosos. A natureza nos lembra quem somos nós e que somos parte dela. É preciso ampliar a percepção que vai além da vista. Experimentar o ambiente com todos os sentidos, aguçar as sensações, e descobrir as forças que são invisíveis aos olhos” contam Ygor Marotta e Ceci Soloaga.

Na obra o visitante se relaciona com o espaço e também com o seu próprio corpo. “Durante o percurso pelos caminhos desta mata encantada, nas relações com os personagens, sentindo a energia da natureza, percebendo os detalhes dos sons do ambiente, da música dos instrumentos, da beleza das plantas e dos vaga-lumes o visitante descobrirá, a cada momento, que ‘o essencial é invisível aos olhos’ “, revela a dupla.

Pela tecnologia se faz um resgate da sabedoria dos povos indígenas: as medicinas ancestrais, a cura pelas plantas, as trocas de energia e as sutilezas que não conseguimos enxergar nem explicar. “Uma tecnologia capaz de levar o visitante a outra dimensão. Ao imergir nesse espaço, ele é capaz de interagir com o ambiente, manipular objetos, caminhar e ter experiências vívidas.” Esta imersão virtual não prescinde de roteiros pré-estabelecidos, a ideia é se surpreender com percursos peculiares a cada fruidor da experiência, que se torna pessoal. “O público será convidado a entrar em um mundo mágico onde ele é protagonista de seus caminhos e vive sensações e descobertas. A cada escolha que o visitante faz, o ambiente se relaciona de maneira diferente com ele, fazendo com que a jornada de cada participante seja única e surpreendente.” Convida a dupla VJ Suave.